A Secretaria Municipal da Primeira Infância, Criança e do Adolescente (Semdes) apresentou, na última quinta-feira (20), o Projeto Cidade Protetora, que visa promover ações de combate e acolhimento de crianças em situação de exploração do trabalho infantil em Maceió.

A ação contou com a participação de representantes da Semdes e do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente (CMDCA). Segundo a Subsecretária da Primeira Infância de Maceió, Taciana Veloso, o projeto visa, além de combater a exploração do trabalho infantil, acolher as famílias e oferecer capacitação profissional para obter geração de renda.

“Através de nossas pesquisas e trabalhos realizados nas ruas chegamos à conclusão de que a pobreza é a principal causa do trabalho infantil, porque muitas famílias não possuem condições financeiras e acabam todos se sacrificando, inclusive as crianças. Através desse projeto iremos dar suporte para que essas situações não ocorram mais e estamos contentes com essa ação que está nascendo”, explica Taciana.

Segundo a presidente do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente(CMDCA), Andrea Queiroz, serão realizadas reuniões na próxima semana e no início de agosto para avaliar e definir como o projeto será encaminhado.

“O Conselho vai se reunir na próxima terça-feira (25), para fazer uma avaliação do plano de aplicação, para no dia 1º de Agosto, realizar uma reunião extraordinária para decidir como o projeto será adequado”, disse a presidente do CMDCA.