Mais de 600 estudantes de cinco escolas da rede estadual participam de um concurso de redação promovido pelo Tribunal de Justiça de Alagoas, por meio da Escola Superior da Magistratura (Esmal), com o objetivo de promover o debate sobre os direitos e deveres do cidadão. Os três primeiros colocados de cada unidade de ensino serão premiados. A última etapa do certame, que conta com o apoio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), acontece na próxima terça-feira (10).

O curso é parte integrante do Programa Cidadania e Justiça na Escola (PCJE), criado com a finalidade de estimular a reflexão, por meio da escrita, de questões ligadas à justiça e à cidadania. A rede estadual é representada pelas escolas Princesa Isabel, Silveira Camerino, Edmilson Pontes, Anaias de Lima e Mario Broad. O programa contempla outras seis escolas da rede municipal de Maceió.

O tema deste ano é: “Sou cidadão: conheço, debato e exerço os meus direitos em sociedade”. Mas os participantes também precisam abordar subtemas, como o bullying e as relações de gênero, como explica a técnica da Gerência Especial de Integração Escolar, Cultura, Desporto e Território da Seduc, Fernanda Souto Maior.

blank

“O concurso de redação da Esmal tem um alcance grandioso na medida em que aproxima o nosso aluno de uma temática extremamente atual e importante, fazendo-o refletir sobre aspectos que permeiam a cidadania e sobre qual rumo pretendemos dar à sociedade moderna, visto que nossas ações e omissões contribuem decisivamente nesse sentido”, avalia Fernanda, que também pedagoga.

Os textos serão avaliados por uma comissão julgadora composta por membros da Esmal, da Secretaria Municipal de Educação (Semed) e da Seduc. A avaliação levará em conta critérios como clareza, objetividade, escrita e gramática.

No próximo dia 20 de outubro, serão premiados – com mochilas e kits escolares – os autores das três melhores redações de cada escola. Cada primeiro colocado, assim como o professor orientador do respectivo aluno, receberá um tablet. A mesma premiação também será ofertada ao diretor da escola que obtiver a maior média geral.