A diretoria do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) de Alagoas se reuniu nesta terça-feira (3), com representante da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), para desenvolvimento de um projeto inovador com o objetivo de criar soluções mais eficazes que contribuam com a redução de sinistros envolvendo motociclistas no estado. A reunião aconteceu no prédio-sede do órgão, no bairro Cidade Universitária.

Marco Fireman, diretor-presidente do Detran, explicou que os projetos vão buscar identificar de forma científica as causas de sinistros nas vias e estradas estaduais. “Nosso principal objetivo, com esse projeto, é reduzir a mortalidade no trânsito. Nós sabemos quais são os principais fatores que causam os sinistros, como o excesso de velocidade, a falta do uso do capacete, a infraestrutura das vias, a mistura de bebida alcoólica e direção. Com essas novas estratégias, junto com a OPAS, queremos tornar nossas ações mais efetivas, principalmente para a população que reside na zona rural de Alagoas”, disse.

blank

Os projetos deverão ser integrativos, envolvendo órgãos ligados ao trânsito, à saúde e segurança pública, para qualificar as informações sobre os sinistros de trânsito.

Segundo Victor Pavarino, técnico em Segurança Viária e mobilidade sustentável da OPAS, a integração entre os diversos setores servirá para direcionar as ações de prevenção aos sinistros de uma maneira mais eficiente. “Com essa rede integrada conseguiremos saber como, quando, onde ocorrem os sinistros em Alagoas. E assim vamos poder direcionar, de forma mais estratégica, as ações de educação, de fiscalização e de melhorias na infraestrutura”, afirmou.