O feriado de 12 de outubro irá movimentar ainda mais o turismo alagoano este ano. Para o dia da Padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, a rede hoteleira do estado alcançou a marca de 90% na ocupação de leitos, ultrapassando o percentual do ano anterior, 80% para a mesma data.

De acordo com a Superintendência de Planejamento e Prospecção de Negócios da Secretaria de Estado do Turismo (Setur), o estado possui atualmente 45 mil leitos na rede hoteleira. Com a ocupação de 90% nos meios de hospedagem, para a data que também celebra o Dia das Crianças, é estimado que mais de 40 mil leitos estejam ocupados durante o feriado. Segundo a secretária de estado do Turismo de Alagoas, Bárbara Braga, os resultados positivos são frutos de um trabalho contínuo para a promoção do Destino Alagoas no cenário nacional.

blank

“Ao longo de todo o ano, proporcionamos capacitações para agentes de viagem com os roadshows em diversos estados brasileiros, além dos famtours realizados aqui em Alagoas. Estruturamos nossas regiões turísticas para receber ainda melhor os nossos visitantes, todo esse empenho resulta nos dados positivos que o setor vem alcançando. Além de impactar positivamente a vida dos alagoanos, com a geração de emprego e renda, e fortalecendo a economia do estado”, finalizou a secretária.

Com o feriado próximo ao final de semana, os turistas aproveitam para estender sua estadia no estado e aproveitar com mais calma os atrativos turísticos das regiões. O turismo regional também movimenta o fluxo de visitantes, que vem dos estados mais próximos para conhecer mais de Alagoas. Alta temporada em Alagoas O Governo de Alagoas já anunciou 46 voos extras para a alta temporada 2023/2024 para o estado.

blank

Todo este fluxo deve trazer mais de um milhão de passageiros para o Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares. Além da ampliação da malha aérea, que impulsiona o setor turístico do estado, a temporada de cruzeiros também contará com resultados positivos para Alagoas. Serão 11 navios fazendo 28 paradas ao todo no porto da capital alagoana, representando um aumento de 63% no número de leitos nas embarcações. Somente no período da alta temporada 23/24, os turistas vindos pelo porto e aeroporto da capital devem injetar cerca de R$ 2 bi na economia alagoana.