Cortesia de Itawi Albuquerque

Cultura anuncia três novos mestres que receberão título de Patrimônio Vivo de Alagoas

A Secretaria de Estados da Cultura e Economia Criativa (Secult) divulgou nesta quinta-feira (10), no Diário Oficial do Estado (DOE), a lista dos mestres selecionados no Edital de Registro do Patrimônio Vivo de Alagoas. Se tornam novos mestres Maria Bethânia dos Santos Leite, das Baianas de Coruripe; Jorgeval Mário Lisboa Santos, ou Mestre Vavá, do Fandango do Pontal da Barra, Maceió; e André Barbosa Cavalcante, conhecido como André da Marinheira, artesão de madeira de Boca da Mata. A diplomação dos novos mestres acontecerá no dia 23 de agosto, às 18h, no Mercado 31, no bairro de Jaraguá, em Maceió.

O edital do RPV/2023 foi lançado pelo Governo do Estado em junho deste ano e teve 62 inscritos. Os selecionados vão ocupar as vagas deixadas pelos mestres José Laurentino Silirio (Mestre de Guerreiro), Nelson da Rabeca (Mestre Músico e Artesão) e Mestra Maria José dos Santos (Mestra de Baianas das Barreiras de Coruripe), que faleceram no ano passado.

A Secretária de Estado da Cultura e Economia Criativa, Mellina Freitas, destacou a relevância do edital do registro de novos mestres do patrimônio vivo. Segundo ela, a iniciativa é um espaço para identificar e valorizar aqueles que dedicaram suas vidas à manutenção de tradições. “Reconhecer esses mestres é essencial, pois eles são os pilares vivos das tradições que moldaram nossa identidade ao longo de gerações”, afirmou Mellina Freitas.

“Os mestres do patrimônio vivo de Alagoas são detentores de conhecimentos, técnicas e expressões artísticas que são repassadas através do tempo. Através desse reconhecimento, não apenas suas contribuições individuais são honradas, mas também a própria essência da cultura do nosso Estado”, destacou.

Conheça os novos mestres:

Maria Bethânia dos Santos Leite

Também conhecida como Mestra Bethânia, possui 59 anos e reside na cidade de Coruripe, localizada no extremo Sul de Alagoas. Ela é integrante do grupo de folguedo “Baianas” há mais de uma década, e herdou essa paixão de sua falecida mãe, a Mestra Maria do Padeiro, que fundou o grupo. A Mestra Maria do Padeiro faleceu em 2022, e Bethânia assumiu a liderança do grupo em seu lugar. Além de participar ativamente do grupo de folguedo, Bethânia também é uma talentosa artesã, contribuindo com oficinas gratuitas oferecidas à população de Coruripe.

Jorgeval Mário Lisboa Santos

blank


Mestre Vavá está com 70 anos de idade e reside na cidade de Maceió, no bairro de Pontal da Barra. Ele é o mestre do tradicional grupo de folguedo “Fandango do Pontal”, que tem uma história que remonta a 1930. Há pouco mais de um ano, Mestre Vavá assumiu a posição de liderança no grupo. Sua paixão pelo folguedo começou na infância, quando costumava assistir aos ensaios do Fandango. Além de seu papel como mestre, ele já foi funcionário público e agora dedica seu tempo a preservar a história e a vitalidade do grupo.

André Barbosa Cavalcante

blank

Também conhecido como Mestre André da Marinheira, nasceu na cidade de Boca da Mata, e tem 54 anos de idade. Ele é escultor e artesão notável, sendo um dos 20 filhos do renomado Mestre Manoel da Marinheira, com quem aprendeu seu ofício desde os 12 anos. As obras de arte de André são amplamente reconhecidas, com várias delas em exibição por todo o estado de Alagoas. Sua habilidade e talento são tão admiráveis que ele é citado em livros e revistas que valorizam a arte da região. Uma de suas criações mais famosas é uma escultura de um leão, localizada no Pontal da Barra, em Maceió.

About Redação Maceió em Foco

blank

Check Also

blank

Maio Amarelo: Arena de Jogos Promove Atividades Educativas sobre Segurança no Trânsito

Para sensibilizar a população sobre boas práticas no trânsito, o Departamento Estadual de Trânsito de …