O vice-governador Ronaldo Lessa participou, na quarta-feira (30), de encontro com representantes do Banco de Desenvolvimento da América Latina e do Caribe (CAF) para discutir investimentos internacionais que estão impulsionando melhorias essenciais em Alagoas.  Na ocasião, Lessa representou o governador Paulo Dantas nas tratativas com  Stefania Laterza, a nova representante da CAF no Brasil, além de executivos do banco, em reunião realizada no Salão  de Despachos do Palácio República dos Palmares.

Municípios como Maragogi, Japaratinga, Porto de Pedras e São Miguel dos Milagres estão se beneficiando com melhorias sanitárias e expansão das redes de distribuição de água. Além disso, uma nova rodovia de dupla faixa, que se estenderá de Garça Torta até Barra de Santo Antônio, está em fase inicial de construção. Ao mesmo tempo, a rota de tráfego existente passará por aprimoramentos, incluindo a adição de uma ciclovia, iluminação aprimorada e embelezamento de praças.

blank

Segundo Lessa, esse investimento representa uma oportunidade para realizar projetos críticos de infraestrutura para o Estado. “Esta é uma oportunidade significativa para aprimorarmos nossa infraestrutura e melhorarmos nossa qualidade de vida. Fico satisfeito que eles comunguem do nosso desejo de beneficiar também quem mais precisa. Compreendemos a importância desse aspecto e estamos buscando um desenvolvimento sustentável com inclusão social”, enfatizou o vice-governador.

Fernanda Souza, executiva da CAF e responsável pelo projeto, ressaltou o propósito da visita, que envolveu atualizações e custos do projeto. “O custo total é de aproximadamente US$ 183 milhões. Parte disso é proveniente dos US$ 136 milhões da CAF, e o restante é a contribuição do estado. O projeto foi assinado em 2020 e, desde então, estamos conduzindo visitas de monitoramento. O projeto avançou fisicamente em oito por cento. A pandemia atrasou um pouco o progresso, mas estamos tomando todas as medidas para compensar o tempo perdido”, afirmou a executiva.

Ações de pastas envolvidas no projeto

Para potencializar os investimentos no Estado visando à concretização do projeto, o Governo de Alagoas envolveu a Secretaria  de Estado do Turismo, responsável por três projetos importantes: sinalização turística de padrão internacional, a Escola de Turismo, programa de um ano que visa capacitar 11 mil pessoas em 27 cidades-chave, e o Plano de Desenvolvimento do Turismo Sustentável (PDITS) para três regiões que são a Costa dos Corais, o Cânions do São Francisco e o Caminho das Águas na região sul. Todas as iniciativas são adaptadas à perspectiva dos turistas e do comércio turístico.

blank

Outra pasta envolvida no projeto principal é a Secretaria de Estado de Transporte e Desenvolvimento Urbano (Setrand), que tem atuado no programa de duplicação da AL-101-Norte, que se estende de Garça Torta até Barra de Santo Antônio. O trabalho envolve a criação de uma nova rodovia de faixa dupla ao lado da estrada existente, aproximadamente 1 km de distância. A rodovia aprimorada contará com ciclovias, calçadas, iluminação pública, sinalização e o embelezamento de praças selecionadas ao longo da rota. Ambos os aspectos do projeto já estão em andamento.

Outra pasta do governo importante no projeto é a Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra), que beneficiará aproximadamente 90 mil pessoas. Atualmente, 56% das obras de esgotamento sanitário em Maragogi foram concluídas. Serão entregues 100 km de rede coletora de esgoto e mais 5 km de rede de água.

Em Porto de Pedras, foram executados 70% das obras totais de 19 km de rede coletora, e em Japaratinga, serão entregues 54 km de rede de distribuição de água, garantindo água de qualidade. A execução das obras já ultrapassou 70%.

Já são Miguel dos Milagres ganhará 32 km de rede coletora e as obras estão em andamento.

Através da Superintendência de Projetos Sociais (SPSOC), a  Seinfra presta auxílio aos moradores das áreas onde essas obras estão acontecendo.

Por sua vez, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) está encarregado na duplicação de 38 km entre os municípios de Arapiraca e Palmeira dos Índios. A obra é importante para o escoamento da produção das regiões do Agreste e Sertão.

Participaram ainda do encontro, os secretários Renata dos Santos (Sefaz); Rui Palmeira (Seinfra), Mosart Amaral (Setrand), e representantes da Secretaria de Estado do Turismo e do DER.