Ascom SSP

Forças de Segurança alagoanas e pernambucanas unem-se em operações contra o crime organizado

Nesta quinta-feira (22), a Secretaria de Estado da Segurança Pública de Alagoas coordenou três operações integradas entre as Polícias Civil e Militar, visando cumprir mandados de busca e apreensão e de prisão contra integrantes de organizações criminosas. Ao todo, foram cumpridos 61 mandados judiciais nos municípios alagoanos de Maceió, Campo Alegre, Limoeiro de Anadia e Penedo, e na cidade pernambucana de São Lourenço da Mata. As ações resultaram na prisão de 11 pessoas até o momento.

Investigação e Repressão ao Crime

Os grupos criminosos alvo das operações são investigados pela prática de diversos crimes, incluindo homicídios, tráfico de drogas, roubos e outras ilicitudes. Todos os mandados foram expedidos pela 17ª Vara Criminal da Capital, representados pela Divisão Especial de Investigações e Capturas (DEIC), da Polícia Civil.

Operação Romani: Desarticulação de Grupo Nômade

A maior operação, denominada Romani, cumpriu 21 mandados de prisão e outros 22 de busca e apreensão. As investigações, realizadas pela DEIC em parceria com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), apontaram que os integrantes do grupo criminoso são de alta periculosidade e têm envolvimento em diversos crimes de homicídio cometidos no município de Campo Alegre e região. Durante as investigações, foi constatado o plano do grupo em expandir suas atividades criminosas para outros municípios e estados.

A Atuação da Força Policial em Outras Operações

Além da Operação Romani, a Operação Distrito e a Operação Pedra da Arara também mostraram resultados positivos. Na Operação Distrito, focada no tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo, foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão. Já a Operação Pedra da Arara, investigou a atuação de uma organização criminosa que vinha realizando tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo no município de Penedo, cumprindo 11 mandados de busca e apreensão.

Cerca de 200 integrantes das forças de segurança foram mobilizados para cumprir os 61 mandados expedidos para as três operações. Além da Polícia Civil e Militar de Alagoas, o Departamento de Repressão ao Narcotráfico (DENARC) da Polícia Civil de Pernambuco também colaborou na execução dos mandados.

About Marcelo Barros, com informações do Governo do Estado de Alagoas

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

Check Also

blank

PM-AL FORMA NOVOS NEGOCIADORES DE CRISES EM CURSO REALIZADO EM SERGIPE

A Polícia Militar de Alagoas (PM-AL) agora conta com dois novos negociadores de crise. O …