Bia Alexandrino / Ascom Sesau

Dia Nacional de Combate ao Sedentarismo: Dicas para uma vida mais saudável

No dia 10 de março é comemorado o Dia Nacional de Combate ao Sedentarismo. O sedentarismo é um comportamento muito comum na vida moderna e tem sido associado ao desenvolvimento de diversas doenças não transmissíveis, como doenças cardíacas, obesidade, diabetes, entre outras. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), 500 milhões de pessoas podem desenvolver essas doenças até 2030 devido ao sedentarismo.

O sedentarismo é definido como a realização de atividades com baixo ou nenhum gasto energético, como ficar sentado ou deitado em frente às telas. Mesmo que a pessoa pratique atividades físicas, o tempo gasto em comportamento sedentário pode apresentar riscos à saúde.

Para ajudar a combater esse comportamento, Ewerton Carnaúba, profissional de educação física da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), explica que pequenas mudanças nos hábitos diários já podem fazer a diferença, como aumentar a frequência das caminhadas, preferir usar escadas em vez de elevadores, escolher uma atividade física de preferência e usar vestuário adequado para exercícios.

Segundo o profissional de educação física, para ser considerada fisicamente ativa, a pessoa precisa realizar pelo menos 30 minutos de caminhada leve a moderada, cinco vezes por semana. A atividade física regular é essencial para prevenir e controlar doenças cardíacas, diabetes e alguns tipos de câncer. Também melhora os sintomas de depressão e ansiedade.

A OMS recomenda pelo menos 150 a 300 minutos de atividade física de moderada intensidade por semana para todos os adultos, e uma média de 60 minutos de atividade física aeróbica moderada por dia para crianças e adolescentes. A atividade física pode ser realizada como parte do trabalho, esporte, lazer ou transporte, bem como tarefas diárias e domésticas.

Além disso, idosos (com 65 anos ou mais) devem adicionar atividades físicas que enfatizem o equilíbrio e a coordenação, bem como o fortalecimento muscular, para ajudar a prevenir quedas e melhorar a saúde.

É importante lembrar que o sedentarismo pode aumentar o risco de doenças cardíacas, câncer e diabetes tipo 2. Por isso, limitar o tempo sedentário e ser fisicamente ativo é bom para a saúde. Todos podem se beneficiar com o aumento da atividade física e a redução do comportamento sedentário, incluindo mulheres grávidas, no pós-parto e pessoas que vivem com doenças crônicas ou deficiências.

Agora que você sabe mais sobre os riscos do sedentarismo e a importância da atividade física, comece hoje mesmo a mudar seus hábitos e adotar um estilo de vida mais saudável. Pequenas mudanças podem fazer toda a diferença!

About Redação Maceió em Foco

Check Also

blank

CAMPANHA DA SESAU DESTACA IMPACTO DOS ACIDENTES DE MOTO NA REDE HOSPITALAR

A Secretaria de Estado de Saúde (Sesau) de Alagoas lançou uma nova campanha publicitária para …