CUSCUZ DE ARROZ PENEDENSE SERÁ RECONHECIDO COMO PATRIMÔNIO CULTURAL DE ALAGOAS

O cuscuz de arroz, típico de Penedo, no Baixo São Francisco, está prestes a ser oficialmente reconhecido como Patrimônio Cultural de Natureza Imaterial de Alagoas. O projeto, proposto pelo deputado estadual Delegado Leonam (União Brasil), está em tramitação na Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE). Este reconhecimento não só valoriza um prato tradicional, mas também celebra a identidade e a cultura da região.

Rodolfo Cavalcante, empresário da A Carroça, uma empresa que comercializa o prato em Maceió e Penedo, acredita firmemente no potencial do cuscuz de arroz. “Sempre agarrei com unhas e dentes qualquer oportunidade de divulgar o Cuscuz de Arroz. Minha meta sempre foi mostrar que a tradição da minha família era algo muito grande e precioso”, afirmou Rodolfo.

Identidade e Representatividade

A história do cuscuz de arroz penedense atravessa gerações, representando não apenas um alimento, mas um símbolo cultural da região do Baixo São Francisco. A matéria-prima é cultivada em municípios como Igreja Nova, Piaçabuçu e Pão de Açúcar, fazendo do prato uma herança regional. Cada cidade tem sua forma peculiar de preparar o cuscuz, enriquecendo ainda mais essa tradição.

O prato não apenas traz notoriedade para Penedo e Alagoas, mas também é uma fonte de renda e sobrevivência para várias famílias, incluindo a de Rodolfo, os Novaes de Barros. A peculiaridade do cuscuz de arroz penedense reside na autoralidade do processo de produção, que inclui a lavagem e moagem do arroz e o uso de uma panela desenhada pelo avô de Rodolfo.

Processo de Reconhecimento

A proposta de reconhecimento será inicialmente analisada pela Comissão de Constituição e Justiça da ALE e, posteriormente, votada no plenário. “Penedo é uma cidade cujo legado cultural e histórico é patrimônio de todos os alagoanos. A transformação do cuscuz de arroz penedense em patrimônio reforça a natureza criativa de seu povo e mostra a importância do fomento e da valorização do empreendedorismo cultural”, afirmou Jair Galvão, secretário de Turismo e Economia Criativa.

Futuro e Planejamentos

Após a esperada aprovação, Rodolfo Cavalcante planeja lançar um documentário sobre a história do prato, com lançamento previsto para a próxima edição do Circuito Penedo de Cinema. Ele acredita que a chancela trará mais notoriedade para Penedo, comparando-a a outros pratos icônicos de outras regiões do Brasil, como a feijoada no Rio de Janeiro e o bolo de rolo em Pernambuco.

“Não tenho dúvidas de que o reconhecimento trará muito mais notoriedade para a cidade”, concluiu o empresário.

Com informações da Prefeitura de Penedo.

About Redação Maceió em Foco

Check Also

blank

Maio Amarelo: Arena de Jogos Promove Atividades Educativas sobre Segurança no Trânsito

Para sensibilizar a população sobre boas práticas no trânsito, o Departamento Estadual de Trânsito de …