Buscando fortalecer e fomentar o turismo sustentável em Maceió, a Secretaria de Estado do Turismo (Setur-AL) irá promover a primeira oficina do Plano de Desenvolvimento Integrado do Turismo Sustentável (PDITS) da região. A iniciativa será realizada no dia 31 de agosto, no Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso, com o objetivo de discutir e desenvolver planos que nortearão as ações necessárias para o desenvolvimento da sustentabilidade turística da capital alagoana.

A realização da oficina marca o início do plano, que será discutido durante diversos encontros. A atividade vai diagnosticar as necessidades do turismo da região, e, a partir deste resultado, serão elaborados planos de ação para que possam atender a essa demanda a curto, médio ou longo prazo.

De acordo com a superintendente de Infraestrutura Logística para o Turismo da Setur, Sandra Villanova, a oficina do PDTIS vai orientar a capital alagoana nas ações mais assertivas a respeito do turismo sustentável.

“O desenvolvimento de políticas públicas direcionadas à sustentabilidade beneficia a comunidade e amplia a excelência do atendimento ao turismo local. O trabalho em conjunto com o trade turístico, as autoridades estaduais, municipais e a comunidade local desenha soluções viáveis e direcionadas às necessidades da região. O atendimento a Maceió dá prosseguimento ao trabalho que a Secretaria de Estado do Turismo vem realizando nas demais regiões”, finalizou a superintendente.

Com a oficina que será realizada em Maceió, o PDITS passa a atender quatro das sete regiões turísticas de Alagoas. As regiões Caminho das Águas, Cânions do São Francisco e Costa dos Corais já realizaram a última audiência pública do plano de ação em agosto deste ano.

A partir da última etapa, as regiões seguem para a fase de implantação das atividades por parte dos municípios e das instituições privadas responsáveis.

Os planos de ação são financiados pelo Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Turismo, com apoio da Corporação Andina de Fomento (CAF). Os documentos elaborados nas oficinas visam orientar o setor turístico a curto, médio e longo prazo. A Setur oferece suporte necessário para o desenvolvimento dessas ações.

Segundo a superintendente, podem participar da oficina os representantes estaduais e municipais do turismo, as instituições privadas do segmento e a comunidade maceioense que deseja contribuir com o desenvolvimento sustentável do turismo.