Dados divulgados pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública na manhã desta sexta-feira (13) apontam Alagoas como 2º estado do Nordeste e o 5º do país no ranking de emissões da Carteira de Identidade Nacional (CIN). De março até setembro o Instituto de Identificação da Polícia Científica de Alagoas emitiu 151.903 primeiras vias do novo modelo do documento.

De acordo com o ministério, esse número expressivo de emissões representa 8,79% do total de carteiras emitidas em todo o país. Quando comparado proporcionalmente ao número de habitantes do estado, 3.127.511 (IBGE), a quantidade de documentos impressos, representa 4,25% para a população alagoana.

Erik Silveira, superintendente do Instituto de Identificação, comemorou os números positivos divulgados pelo ministério. Ele explicou que Alagoas foi o primeiro estado do Nordeste e o quarto em todo o país a emitir o CIN que substituiu o antigo RG, adotando o CPF como único número de identificação do cidadão.

blank

“A Carteira de Identidade Nacional foi uma prioridade do governo Paulo Dantas. Por isso que Alagoas saiu à frente de tantos outros Estados e esses números que hoje nós comemoramos é fruto disso. Mas, quem ganha com esse trabalho, com esse empenho, com essa determinação, é a população, aonde a gente consegue levar a cidadania aos quatro cantos do Estado,”, afirmou o superintendente.

Atualmente toda a rede de atendimento à população com 46 postos de identificação está apta a emitir o novo documento no Estado. Na capital e nas Centrais Já de atendimento o agendamento é online pelo site https://agendamento.seplag.al.gov.br/ e nos demais postos, o agendamento é presencial.

blank

Segundo o ministério, mais de 1.727.965 mil CINs físicas foram emitidas até o mês de setembro em todo o país. O estado com maior número de emissões é Santa Catarina, seguido do Rio Grande do Sul, Piauí e Mato Grosso, que compõem com a Alagoas o ranking dos cinco primeiros colocados no número de emissões.

O Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI), que é responsável por prestar apoio técnico aos estados para a efetivação do serviço, informou que até agora 13 estados estão aptos a emitir o CIN. Em março deste ano, o governo federal prorrogou para o próximo dia 06 de novembro o prazo final para que todos Estados se adequem e passem a emitir o novo documento.