Ascom Polícia Científica

Alagoas é o 5º Estado do país no ranking de emissões da Carteira de Identidade Nacional

Dados divulgados pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública na manhã desta sexta-feira (13) apontam Alagoas como 2º estado do Nordeste e o 5º do país no ranking de emissões da Carteira de Identidade Nacional (CIN). De março até setembro o Instituto de Identificação da Polícia Científica de Alagoas emitiu 151.903 primeiras vias do novo modelo do documento.

De acordo com o ministério, esse número expressivo de emissões representa 8,79% do total de carteiras emitidas em todo o país. Quando comparado proporcionalmente ao número de habitantes do estado, 3.127.511 (IBGE), a quantidade de documentos impressos, representa 4,25% para a população alagoana.

Erik Silveira, superintendente do Instituto de Identificação, comemorou os números positivos divulgados pelo ministério. Ele explicou que Alagoas foi o primeiro estado do Nordeste e o quarto em todo o país a emitir o CIN que substituiu o antigo RG, adotando o CPF como único número de identificação do cidadão.

“A Carteira de Identidade Nacional foi uma prioridade do governo Paulo Dantas. Por isso que Alagoas saiu à frente de tantos outros Estados e esses números que hoje nós comemoramos é fruto disso. Mas, quem ganha com esse trabalho, com esse empenho, com essa determinação, é a população, aonde a gente consegue levar a cidadania aos quatro cantos do Estado,”, afirmou o superintendente.

Atualmente toda a rede de atendimento à população com 46 postos de identificação está apta a emitir o novo documento no Estado. Na capital e nas Centrais Já de atendimento o agendamento é online pelo site https://agendamento.seplag.al.gov.br/ e nos demais postos, o agendamento é presencial.

blank

Segundo o ministério, mais de 1.727.965 mil CINs físicas foram emitidas até o mês de setembro em todo o país. O estado com maior número de emissões é Santa Catarina, seguido do Rio Grande do Sul, Piauí e Mato Grosso, que compõem com a Alagoas o ranking dos cinco primeiros colocados no número de emissões.

O Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI), que é responsável por prestar apoio técnico aos estados para a efetivação do serviço, informou que até agora 13 estados estão aptos a emitir o CIN. Em março deste ano, o governo federal prorrogou para o próximo dia 06 de novembro o prazo final para que todos Estados se adequem e passem a emitir o novo documento.

About Marcelo Barros, com informações do Governo do Estado de Alagoas

blank
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

Check Also

blank

PM-AL FORMA NOVOS NEGOCIADORES DE CRISES EM CURSO REALIZADO EM SERGIPE

A Polícia Militar de Alagoas (PM-AL) agora conta com dois novos negociadores de crise. O …