Roberison Xavier / Ascom

Alunos do Curso de Operações Especiais da PM recebem instruções de Inteligência na SSP

A Chefia Especial de Inteligência da Secretaria de Estado da Segurança Pública concluiu, nesta quarta-feira (09), o Curso Básico de Inteligência (CBI) para os futuros caveiras da Polícia Militar. As instruções foram realizadas de forma conjunta com a Chefia Integrada de Ensino da SSP e aconteceram na sede do órgão estadual, no Centro de Maceió.

O CBI tem por objetivo geral transmitir os aspectos introdutórios e históricos, compreendendo os fundamentos doutrinários das atividades de inteligência de Segurança Pública a fim de capacitar e dotar os profissionais de conhecimentos e habilidades que contribuirão para uma ação mais eficiente na preservação ou manutenção da ordem pública.

O chefe especial de inteligência, major Raumário Gerônimo, falou da importância da instrução para os alunos do Curso de Operações Especiais (Coesp), que chega à sua terceira edição em Alagoas e é coordenado pelo Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope). Segundo o oficial, o aprendizado adquirido pelos policiais possibilitará uma maior atuação no enfrentamento aos crimes de alta complexidade.

“A Segurança Pública de Alagoas tem sido referência para todo o país na área da inteligência e essas instruções são de fundamental importância para a qualificação desses profissionais, que poderão contribuir ainda mais no combate à criminalidade. O trabalho integrado que o serviço de inteligência das forças de segurança realiza, tem surtido um efeito muito positivo para o estado e isso é visto com a redução dos índices de criminalidade. Possibilitar que eles tenham conhecimento de como temos atuado frente às organizações criminosas facilitará ainda mais o trabalho desempenhado”, afirmou o major Raumário.

Atualmente o Coesp, conta com onze alunos, sendo seis da PM de Alagoas e os demais oriundos da Polícia Federal e das Polícias Militares de Pernambuco, Sergipe e Paraíba. Ao todo, o curso, que foi iniciado em abril deste ano, tem 972 horas-aulas. A especialização torna os alunos aptos a atuar no emprego de táticas e técnicas modernas em missões de caráter especial, em áreas urbanas ou rurais.

About Marcelo Barros, com informações do Governo do Estado de Alagoas

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

Check Also

blank

PM-AL FORMA NOVOS NEGOCIADORES DE CRISES EM CURSO REALIZADO EM SERGIPE

A Polícia Militar de Alagoas (PM-AL) agora conta com dois novos negociadores de crise. O …