Principal porta de entrada para as vítimas de violência em Alagoas, o Hospital Geral do Estado (HGE), vinculado à Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), passou a contar com uma Área Lilás, serviço exclusivo para atendimento a pacientes assistidos pela Rede de Atenção às Violências (RAV). Com isso, a população dispõe, agora, de cinco unidades, sendo as demais localizadas nos Hospitais da Mulher (HM), em Maceió; de Emergência do Agreste (HEA), em Arapiraca; Regional do Norte (HRN), em Porto Calvo; e Regional do Alto Sertão (HRAS), em Delmiro Gouveia.

Com esta ação, o Governo do Estado contribui para assegurar assistência integral às pessoas em situação de violência. Isso porque, o serviço conta com equipe multidisciplinar especializada no atendimento a mulheres, crianças, adolescentes, deficientes, pretos, idosos, indígenas, pessoas em situação de rua, LGBTQIAPN+ e demais pessoas em situação de vulnerabilidade.

blank

Camille Wanderley, coordenadora da RAV, ressaltou que o HGE, por ser a maior unidade de urgência e emergência estadual, recebe grande parte das vítimas de violência e, muitas delas, por insegurança ou medo, deixam de ser claras na real causa da busca por atendimento médico.

“O fato de termos profissionais voltados para deliberar cada caso dentro do HGE e, com um olhar preciso, é um grande avanço que o Governo do Estado propicia. Conseguimos visualizar melhor os traços que podem esconder problemas complexos de violência e atuar de forma mais ágil”, comemorou.

Para o diretor administrativo do HGE, Marcelo Casado, a Área Lilás do HGE é mais um serviço para agregar a assistência prestada pelo hospital ao povo alagoano.

“Com esta nova unidade da RAV iremos atender às vítimas de violência, doméstica ou familiar, de forma humanizada, ampliando o atendimento da Rede de Enfrentamento à Violência contra a Mulher e garantindo a efetiva proteção da dignidade de cada cidadão”, especificou.

O secretário de Estado da Saúde, médico Gustavo Pontes de Miranda, salienta que a Área Lilás do HGE representa mais uma iniciativa do Governo do Estado para o enfrentamento da violência em Alagoas. “Com a assistência multidisciplinar na própria unidade de saúde onde a vítima de violência é assistida, a punição do agressor se torna mais efetiva e a exposição da vítima a menor possível, uma vez que a assistência integral ocorre em um só lugar”, exaltou o gestor da saúde estadual.

A RAV

A RAV foi criada pela Sesau, por meio da Portaria/Sesau nº. 2.814, de 30 de julho de 2018 e atualizada no dia 28 de setembro de 2020, pela Portaria/Sesau nº. 5.857. Ela foi constituída com o objetivo de estruturar, de forma descentralizada, uma rede intra e intersetorial, agregando serviços voltados ao acolhimento e atendimento integral e humanizado às vítimas de violência.

Ela prima pela transversalidade de serviços e ações de órgãos da administração pública do Executivo estadual, em especial, da Saúde, Assistência Social, Educação e Segurança Pública, além da integração com o Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), Ministério Público do Estado de Alagoas (MPE/AL), Defensoria Pública do Estado (DPE) e outros representantes da sociedade civil e conselhos de direito.