Caio Tenório / Ascom Semarh

Alagoas e Sergipe discutem criação de comitê para proteger o Baixo São Francisco

O secretário de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos de Alagoas, Gino César, e a secretária de Estado do Meio Ambiente, Sustentabilidade e Ações Climáticas de Sergipe, Deborah Cristina, participaram nesta quinta-feira (19), em Maceió, de um encontro para discutir a criação da rede de monitoramento da qualidade e quantidade das águas do Baixo São Francisco (Rede Quanliquant_BSF). O encontro foi realizado pela Câmara Consultiva Regional (CCR), juntamente com o presidente do Comitê de Bacias Hidrográficas do Baixo São Francisco (CBHSF), Maciel Oliveira.

“O período em que estamos à frente da Semarh é de muito trabalho, e essa relação que tenho com o Comitê é algo que reflete isso. Desde que assumimos temos trabalhado para fortalecer as ações dos comitês. E o Comitê da Bacia Hidrográfica do São Francisco é uma referência. Vamos abraçar essa ideia. Temos como exemplo o Consórcio Nordeste, em que o meio ambiente está muito forte enquanto pauta”, declarou Gino César.

A coordenação da rede ficará a cargo do Comitê de Bacias Hidrográficas do Baixo São Francisco, com a participação de órgãos ambientais, entidades científicas, laboratórios, universidades e municípios da região.

“É grande a satisfação de participar deste debate, poder trocar ideias e trabalhar em conjunto. Viemos justamente pra poder estreitar nossas relações”, destacou a secretária de Sergipe, Deborah Cristina.

Diante da união de esforços pelo rio, Maciel Oliveira, destacou que a criação da rede é fundamental para a defesa do São Francisco e dos seus povos. “Estamos nos unindo, Alagoas e Sergipe, nesta missão”, afirmou.

Segundo Anivaldo Miranda, coordenador da CCR Baixo São Francisco, a criação da rede de monitoramento, em colaboração com laboratórios e universidades, é essencial para aumentar a eficiência e a transparência na gestão dos recursos públicos. Ele destacou a importância fundamental da iniciativa para a preservação das águas do rio São Francisco e o bem-estar de suas comunidades. Miranda enfatizou ainda a necessidade de cooperação entre os estados de Alagoas e Sergipe nesse esforço conjunto.

Durante a reunião, o professor da Universidade Federal de Sergipe (UFS) Carlos Garcia, realizou uma apresentação detalhando como a Rede Quanliquant_BSF funcionará. Os principais objetivos da Rede de Monitoramento incluem:

Eliminar as lacunas geográficas e temporais no monitoramento de qualidade e quantidade de água;

Tornar as informações sobre a qualidade da água comparáveis em âmbito regional;

Aumentar a confiabilidade das informações sobre a qualidade da água;

E avaliar, divulgar e disponibilizar informações para a sociedade.

A iniciativa visa fortalecer a proteção e a gestão sustentável dos recursos hídricos do Baixo São Francisco, um dos rios mais importantes do Brasil.

About Marcelo Barros, com informações do Governo do Estado de Alagoas

blank
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

Check Also

blank

Prefeitura de Maceió reativa Conselho do Plano Diretor promovendo engajamento da sociedade

A Prefeitura de Maceió reativou o Conselho Municipal do Plano Diretor, ampliando a participação ativa …