No coração do Nordeste brasileiro, o Governo de Alagoas tem se destacado por implementar políticas públicas inovadoras visando a equidade de gênero e o empoderamento feminino. Uma dessas iniciativas, liderada pela Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), demonstra como a sensibilidade fiscal pode ser um poderoso instrumento de inclusão social e desenvolvimento econômico, especialmente para as mulheres.

IMPULSO AO EMPREENDEDORISMO FEMININO

Mais de 31.500 mulheres, representando impressionantes 70% do total de beneficiados, foram direta e positivamente impactadas por uma política de tributação diferenciada para empreendedores de vendas diretas, em especial no setor de cosméticos. Este número não apenas reflete a eficácia da medida mas também destaca a crescente participação feminina no empreendedorismo, uma tendência que ganha força e relevância em Alagoas.

UMA POLÍTICA DE JUSTIÇA FISCAL E SOCIAL

A redução da carga tributária do ICMS-ST desde 2017 evidencia a compreensão do estado sobre a importância da venda direta como um canal vital para o sustento de muitas famílias. Este cenário é particularmente relevante em um estado onde o empreendedorismo feminino vem se consolidando como um vetor de transformação social e econômica, promovendo não apenas a autonomia financeira das mulheres mas também contribuindo significativamente para a economia local.

COLABORAÇÃO E RECONHECIMENTO

A medida adotada pelo Governo de Alagoas recebeu elogios e reconhecimento de entidades como a Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas (ABEVD), destacando o compromisso do governo estadual com a igualdade de gênero e a justiça social. O envolvimento e a eficiência da equipe da Sefaz-AL foram fundamentais para o sucesso das negociações e para a concretização de resultados positivos que beneficiam diretamente o empreendedorismo feminino.

UMA VISÃO PARA O FUTURO

O impacto dessa iniciativa vai além da redução tributária. Ela simboliza um passo significativo na luta pela igualdade de gênero, oferecendo às mulheres alagoanas uma plataforma para o sucesso empresarial, autonomia financeira e uma maior participação na vida econômica e social do estado. A história de Vitória Bezerra, uma das muitas empreendedoras beneficiadas, ilustra a importância dessa política não apenas como um alívio financeiro mas como um incentivo para o crescimento pessoal e profissional.

PERSPECTIVAS E IMPACTOS

As vendas diretas, com sua flexibilidade e acessibilidade, apresentam-se como uma excelente oportunidade para mulheres que buscam não apenas uma fonte de renda mas também realização pessoal e profissional. O sucesso desse modelo em Alagoas, potencializado pela política de tributação diferenciada da Sefaz, destaca a importância de estratégias governamentais que reconhecem e valorizam o papel das mulheres no desenvolvimento econômico.