Gabriel Fireman

Programa Oxetech Work: Promovendo Inovação e Empregabilidade em Alagoas

A Secretaria de Estado da Ciência, da Tecnologia e da Inovação (Secti), por meio do programa Oxetech Work, já conseguiu inserir 120 alunos capacitados no mercado de trabalho tecnológico e inovador de Alagoas. O edital vigente, lançado em fevereiro deste ano e disponibilizando até 200 vagas, faz parte da terceira etapa do Programa, que já está em seu 5º ciclo de contratações. As inscrições estão disponíveis na plataforma online do programa. O objetivo é capacitar jovens com conhecimentos básicos na área de tecnologia ou áreas correlatas.

Investindo no Futuro Tecnológico

O Governo de Alagoas, através da Secti, investe no futuro desses jovens, pagando um valor de R$ 1.500,00 durante seis meses junto à empresa que os contrata. Após esse período, a empresa assume o salário do estudante por mais 12 meses. Há a possibilidade do jovem ser definitivamente integrado ao quadro de funcionários ao final do processo. Com essa estratégia, o Governo já investiu no Programa mais de R$ 3,5 milhões, conectando os estudantes a um leque de 27 empresas alagoanas do setor de tecnologia.

A Experiência no Programa Oxetech Work

Um dos bolsistas do Programa, André Brenner, compartilhou sua experiência incrível na empresa Doity. Segundo ele, o acompanhamento e suporte contínuos foram fundamentais para sua evolução profissional. André destaca o ambiente saudável e acolhedor na empresa e a proatividade encorajada. Ele acredita que o Oxetech Work é uma ferramenta essencial para a entrada dos jovens no mercado de trabalho.

Um Retorno Positivo e Promissor

O Programa Oxetech Work tem apresentado um retorno significativo. A taxa de permanência dos bolsistas nas empresas após o período de dezoito meses chega a 93%, graças ao contínuo processo de acompanhamento da Secti. O secretário Silvio Bulhões vê no programa uma grande oportunidade de garantir novos caminhos aos jovens do Estado. “Ficamos orgulhosos com o retorno que estamos tendo e queremos avançar ainda mais”, destacou o secretário.

About Marcelo Barros, com informações do Governo do Estado de Alagoas

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

Check Also

blank

ALAGOAS PIONEIRA NA LUTA CONTRA A FOME COM O REVOLUCIONÁRIO “ALAGOAS SEM FOME”

O estado de Alagoas, reconhecido por suas belas praias e rica cultura, agora se destaca …