A Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal) é destaque quando o assunto é pós-graduação. Nos últimos cinco anos, a instituição deu um salto de qualidade e quadruplicou os seus programas stricto sensu, ou seja, a oferta de cursos de mestrado e doutorado, alcançando os melhores resultados de sua história. A universidade, agora, planeja a expansão e o fortalecimento desses programas.

O primeiro curso de mestrado próprio da Uncisal foi criado no ano de 2017, quando a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) aprovou o mestrado em Ensino em Saúde e Tecnologia. Desde então, a Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Propep) vem se dedicando a criar novos mecanismos que fortaleçam a área.

Os esforços da Propep resultaram na aprovação, em 2020, de um mestrado acadêmico em associação com a Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN): o Programa de Pós-graduação em Fonoaudiologia. Em 2022, a Uncisal teve aprovado o Programa de Pós-graduação em Saúde da Família da Rede Nordeste de Formação em Saúde da Família e o Programa de Pós-Graduação em Educação Especial.

De acordo com Mara Ribeiro, pró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação da Uncisal, o crescimento dos programas de pós-graduação da Uncisal é resultado do planejamento que a área vem traçando ao longo dos últimos anos. A pró-reitora destaca, de forma especial, as iniciativas de fomento criadas dentro da universidade e as parcerias com outras instituições públicas, o que, segundo ela, favoreceram o ambiente de pesquisa acadêmica.

“No âmbito interno, criamos o Programa de Incentivo Científico e Apoio à Pesquisa, que possibilitou o apoio financeiro à produção científica, técnica e tecnológica dos docentes que são ligados aos nossos programas de mestrado, potencializando a publicação de artigos em periódicos de alto impacto, registros de patentes e softwares e publicação de livros. Também criamos a Bolsa de Incentivo à Pesquisa”, explica a pró-reitora Mara Ribeiro.

blank

Outro avanço, conforme a pró-reitora, foi a aprovação do “Projeto de Infraestrutura e Inovação da Pós-graduação da Uncisal”, pela Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação e pela Fundação de Amparo à Pesquisa de Alagoas. O projeto possibilitou um aporte de mais de R$ 800 mil, que vai resultar na criação do Polo de Pós-Graduação Profª Nadeje Amália do Nascimento, um novo prédio, de uso exclusivo da pós-graduação stricto sensu.

O espaço contará com salas para coordenações e secretarias, salas de aulas e de reunião, auditório e laboratório de informática, possibilitando atividades de aulas, reuniões dos grupos de pesquisa e realização de cursos e eventos científicos.

Para Juliane Cabral, responsável pelo acompanhamento dos programas existentes e pela ampliação de novos programas, os cursos de mestrado e doutorado fortalecem a pesquisa na instituição, contribuindo para o desenvolvimento científico e tecnológico e buscando assumir resoluções para as necessidades da realidade nacional, regional e local.

“Como previsto em nosso Plano de Desenvolvimento Institucional atual, estamos buscando fortalecer os programas existentes, além de ampliar o número de programas, em especial de doutorado, com o propósito de contribuir com o crescimento científico de Alagoas e com soluções para demandas em âmbito nacional, regional e local”, ressalta Juliane Cabral.

Para os próximos anos, a Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da Uncisal confirma a oferta do curso de doutorado em Saúde da Família e aguarda o resultado da avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior sobre proposta de curso de doutorado em Fonoaudiologia, submetida no início de 2023. Além disso, a Propep tem se dedicado para a aprovação do curso de Mestrado em Medicina Translacional.