Divulgação

Sem Coração: filme gravado no litoral alagoano conquista prêmios no Rio de Janeiro

O filme “Sem Coração”, gravado nas praias do litoral alagoano, foi um dos destaques do Festival de Cinema do Rio de Janeiro, realizado no Rio de Janeiro. A produção ganhou o prêmio de Melhor Fotografia e o de Melhor Filme Brasileiro no Prêmio Félix, para longas com temáticas voltadas à causa LGBTQIAP+.

O longa tem direção e roteiro da alagoana Nara Normande, em parceria do pernambucano Tião, e foi gravado em Maceió, Porto de Pedras, São Miguel dos Milagres e Guaxuma, bairro em que Nara nasceu. O longa tem chamado atenção da crítica desde de seu lançamento mundial, no Festival Internacional de Cinema de Veneza.

A secretária de Estado da Cultura e Economia Criativa, Mellina Freitas, elogiou Nara Normande pela notável contribuição ao audiovisual alagoano. “É verdadeiramente inspirador testemunhar o nosso estado ganhando destaque nas telas de cinema ao redor do mundo. Contudo, é ainda mais significativo para nós contar com uma cineasta do calibre de Nara como nossa conterrânea. Este feito não apenas aumenta o potencial do cinema alagoano, mas também reforça a importância do crescimento contínuo de nossa indústria cinematográfica local”, disse.

Sem coração

A história se passa durante o verão de 1996, no litoral alagoano. Tamara, interpretada por Maya de Vicq, está em suas férias de verão na pequena vila de pescadores onde mora, antes de sua planejada viagem de estudos para Brasília, Certo dia, ela ouve falar de uma garota que leva o apelido de “Sem Coração” por ter uma cicatriz no peito. Com o passar dos dias, o interesse e uma atração anteriormente desconhecida de Tamara por essa garota não para de crescer. O filme é inspirado em um curta-metragem de 2013 dos mesmos diretores.

 

Nara Normande

Nara Normande nasceu em 1986 no bairro de Guaxuma, em Maceió. Mudou-se muito jovem para Pernambuco, onde começou seus trabalhos como cineasta, mas nunca esqueceu suas raízes alagoanas. Possui no seu currículo 3 curtas-metragens, a animação Dia Estrelado (2011), Sem Coração (2013) e Guaxuma (2018), com os quais acumula aproximadamente 100 prêmios em sua carreira em festivais renomados como Cannes (França), Gramado e Havana (Cuba). Sua atual produção, o longa-metragem “Sem Coração”, ganhou destaques em diversos festivais, tendo seu lançamento mundial no Festival Internacional de Cinema de Veneza, na Itália.

About Marcelo Barros, com informações do Governo do Estado de Alagoas

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

Check Also

blank

Explorando as Piscinas Naturais da Pajuçara: O Tesouro de Maceió

Situadas na bela orla de Maceió, as piscinas naturais da Pajuçara proporcionam uma experiência inesquecível …