O grupo de coco de roda Reviver Alagoano e a quadrilha junina Amanhecer no Sertão estão conquistando o cenário cultural de Alagoas com suas performances autênticas, encantando o público em eventos por onde passam. Com o apoio do Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado da Cultura e Economia Criativa (Secult), os dois grupos se preparam para representar Alagoas em eventos nacionais.

Recentemente, o Grupo Coco de Roda Reviver foi convidado para o 59º Festival Nacional do Folclore de Olímpia (Fefol), em São Paulo. O município que é conhecido como “A Capital do Nacional do Folclore” realiza anualmente o festival e é um dos maiores do país que prima a máxima valorização da diversidade brasileira. Será uma oportunidade do grupo mostrar para a população de todo o país a cultura alagoana.

Betinho Reviver, presidente e marcador do grupo, citou sua felicidade em participar de um evento nacional e a satisfação de representar seu estado. “Para mim é uma honra levar a cultura alagoana para outros lugares. Além disso, é uma oportunidade que a gente tem de destacar os jovens e adultos alagoanos. Nós usamos as praças do bebedouro para ensaios e agora iremos levar esse sonho longe, isso não tem preço”, falou.

Já o Grupo Quadrilha Amanhecer no Sertão se prepara para brilhar na 19ª edição do Nordestão de Quadrilhas Juninas no Piauí. O evento regional é promovido pela União Nordestina de Entidades Juninas (Unej) e leva a quadrilha campeã de cada estado do nordeste para competir pelo o título nordestino.

Diogo Santos, presidente da quadrilha, destacou suas expectativas e como é realizador ter essa oportunidade de levar a quadrilha junina, que é pentacampeã do estado no concurso Forró e Folia, para eventos como esse. “Ensaiamos há meses, estamos levando um espetáculo completo. Agora levaremos Alagoas para o Nordestão e mostraremos toda a nossa força de vontade. Iremos iluminar o Piauí com nosso lampejo”, concluiu.

A secretária de Estado da Cultura e Economia Criativa, Mellina Freitas, enfatizou a importância do apoio dado pelo Governo de Alagoas aos grupos culturais que representam o Estado em eventos nacionais. Segundo ela, o sucesso desses grupos em eventos de âmbito nacional é um reflexo do empenho em preservar e difundir a cultura nordestina.

“O apoio do governo permite que esses grupos se destaquem e levem a essência alagoana para plateias de todo o país, contribuindo para a valorização das nossas raízes culturais e enriquecendo a diversidade cultural brasileira. A participação em eventos nacionais estimula ainda mais a população, despertando o orgulho e o reconhecimento da riqueza cultural presente em Alagoas. O compromisso com essas manifestações culturais reforça a identidade do Estado e fortalece sua presença no cenário cultural brasileiro”, destacou.