Ascom Secult

Grupos culturais alagoanos brilham em eventos nacionais

O grupo de coco de roda Reviver Alagoano e a quadrilha junina Amanhecer no Sertão estão conquistando o cenário cultural de Alagoas com suas performances autênticas, encantando o público em eventos por onde passam. Com o apoio do Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado da Cultura e Economia Criativa (Secult), os dois grupos se preparam para representar Alagoas em eventos nacionais.

Recentemente, o Grupo Coco de Roda Reviver foi convidado para o 59º Festival Nacional do Folclore de Olímpia (Fefol), em São Paulo. O município que é conhecido como “A Capital do Nacional do Folclore” realiza anualmente o festival e é um dos maiores do país que prima a máxima valorização da diversidade brasileira. Será uma oportunidade do grupo mostrar para a população de todo o país a cultura alagoana.

Betinho Reviver, presidente e marcador do grupo, citou sua felicidade em participar de um evento nacional e a satisfação de representar seu estado. “Para mim é uma honra levar a cultura alagoana para outros lugares. Além disso, é uma oportunidade que a gente tem de destacar os jovens e adultos alagoanos. Nós usamos as praças do bebedouro para ensaios e agora iremos levar esse sonho longe, isso não tem preço”, falou.

Já o Grupo Quadrilha Amanhecer no Sertão se prepara para brilhar na 19ª edição do Nordestão de Quadrilhas Juninas no Piauí. O evento regional é promovido pela União Nordestina de Entidades Juninas (Unej) e leva a quadrilha campeã de cada estado do nordeste para competir pelo o título nordestino.

Diogo Santos, presidente da quadrilha, destacou suas expectativas e como é realizador ter essa oportunidade de levar a quadrilha junina, que é pentacampeã do estado no concurso Forró e Folia, para eventos como esse. “Ensaiamos há meses, estamos levando um espetáculo completo. Agora levaremos Alagoas para o Nordestão e mostraremos toda a nossa força de vontade. Iremos iluminar o Piauí com nosso lampejo”, concluiu.

A secretária de Estado da Cultura e Economia Criativa, Mellina Freitas, enfatizou a importância do apoio dado pelo Governo de Alagoas aos grupos culturais que representam o Estado em eventos nacionais. Segundo ela, o sucesso desses grupos em eventos de âmbito nacional é um reflexo do empenho em preservar e difundir a cultura nordestina.

“O apoio do governo permite que esses grupos se destaquem e levem a essência alagoana para plateias de todo o país, contribuindo para a valorização das nossas raízes culturais e enriquecendo a diversidade cultural brasileira. A participação em eventos nacionais estimula ainda mais a população, despertando o orgulho e o reconhecimento da riqueza cultural presente em Alagoas. O compromisso com essas manifestações culturais reforça a identidade do Estado e fortalece sua presença no cenário cultural brasileiro”, destacou.

About Marcelo Barros, com informações do Governo do Estado de Alagoas

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

Check Also

blank

Explorando as Piscinas Naturais da Pajuçara: O Tesouro de Maceió

Situadas na bela orla de Maceió, as piscinas naturais da Pajuçara proporcionam uma experiência inesquecível …